Vaticano(Cristianismo) x Islamismo: Fatos e Profecias

Milhares de muçulmanos protestam contra Papa dizendo: "Conquistar Roma é a solução".
22.09.2006
Milhares de muçulmanos foram às ruas de Jerusalém, da Cisjordânia e de Gaza nesta sexta-feira para protestar contra o papa Bento 16. O pontífice causou indignação no mundo muçulmano na semana passada, após citar trechos de um texto medieval que critica o profeta Maomé e diz que o islamismo foi disseminado pelo mundo por meio "da violência".

Posteriormente, o papa disse que não pretendia criticar o islã, mas a comunidade muçulmana em todo o mundo exige um pedido formal de desculpas de Bento 16. No início desta semana, extremistas atacaram sete igrejas na Cisjordânia e em Gaza, sem causar danos nem feridos.

Nesta sexta-feira, Bento 16 anunciou que receberá na próxima segunda-feira (25) embaixadores dos países muçulmanos reconhecidos na Santa Sé, assim como os líderes da comunidade muçulmana de Roma, anunciou nesta sexta-feira a imprensa italiana.

Na terceira principal mesquita islâmica, a Al Aqsa, em Jerusalém, centenas de muçulmanos balançavam bandeiras pretas e cartazes com frases como: "Conquistar Roma é a solução".

Manifestantes gritavam: "O Exército do islã retornará. O protesto se dispersou pacificamente".

Na cidade de Nablus, na Cisjordânia, membros do Hamas tomaram as ruas, gritando slogans contra o papa e trazendo bandeiras verdes do Hamas. Levantando as mãos para os céus, mais de 2.000 manifestantes gritavam: "Nós agüentamos a fome, a prisão e a ocupação, mas não toleramos ofensas ao profeta. Nós sacrificaremos nossas vidas pelo profeta".

Marchando pelas ruas de Nablus, alguns chamaram o papa de "covarde" e "agente dos EUA".

No norte de Gaza, mais de 1.000 membros do grupo extremista Jihad Islâmico gritavam e carregavam bandeiras pretas. Khader Habib, um líder do grupo disse à multidão que os comentários do papa "indicam que ele não compreende o islã nem o profeta".

Em Ramallah, centenas de partidários do Hamas marcharam pelas ruas do centro da cidade.

Fonte: UOL notícias

Notícia 2:

Al Qaeda jura derrotar a cristandade
19.09.2006
A ira voltou a inflamar o mundo islâmico, quando mal se havia apagado a cólera que o percorreu em fevereiro passado, da Nigéria às Filipinas, passando por todo o mundo árabe, o Irã e o sul do continente asiático - onde se concentra quase a metade dos fiéis da religião de Maomé -, devido às caricaturas do profeta. A Al Qaeda, através de vários grupos terroristas associados à rede, prometeu levar a "guerra santa até a derrota" da cristandade.

" Quebraremos a cruz e derramaremos o vinho ... Deus ajudará os muçulmanos a conquistar Roma ... nos fará capazes de cortar o pescoço ... dos infiéis e dos déspotas", diz um texto publicado na Internet pelo Conselho Consultor Mujahedin, grupo que serve de guarda-chuva para a Al Qaeda no Iraque. O grupo adverte: "Aos devotos da cruz, (o papa) e o Ocidente, dizemos que os derrotaremos da mesma forma que estão vendo todos os dias no Iraque, Afeganistão e Chechênia".

No Irã, o líder supremo da revolução islâmica, aiatolá Ali Khamenei, também reagiu com dureza às palavras do papa. Sem mencionar pelo nome o presidente dos EUA, George Bush, Khamenei referiu-se à "cruzada contra o Islã empreendida por certos políticos" e considerou que o discurso de Bento 16 é "o último elo" dessa "cadeia de complôs" contra a fé de Maomé. Segundo Khamenei, os muçulmanos devem enfrentar uma grande conspiração, que, começando pela invasão do Iraque e continuando pelas "caricaturas insultuosas" ao profeta, pretende criar "crises inter-religiosas no mundo e fomentar o confronto entre as religiões", informa a agência France Presse.

O dirigente xiita indicou que os protestos devem ser dirigidos contra o Grande Satã, nome usado para designar os EUA no Irã. "Todo mundo deve considerar que o Grande Satã é o responsável", por ser quem se beneficia das "injustas palavras do papa", indicou o chefe espiritual da revolução islâmica e substituto de seu fundador, Khomeini.

O porta-voz do governo iraniano indicou que as desculpas apresentadas pelo papa são "um bom gesto", mas explicou que "não é suficiente". O porta-voz salientou que "é necessário que o papa expresse de maneira mais clara e franca que suas palavras foram pronunciadas por engano e que as corrija o mais cedo possível", informa a agência Reuters.

Enquanto isso, sucedem-se as manifestações de protesto. Na segunda-feira em Basora, a segunda cidade do Iraque, mais de 500 pessoas queimaram uma efígie do pontífice e o grupo radical sunita Ansar al Suna ameaçou os ocidentais, especialmente italianos e alemães: "Reservamos para vocês a espada, em resposta à sua arrogância".

No Marrocos, o rei Mohamed 6º também se levantou como um dos principais defensores do Islã. Além de ser o chefe de Estado ele também é Comendador dos Crentes em seu país. Depois de protestar e chamar seu embaixador no Vaticano, continuou ontem pelo terceiro dia sua atividade diplomática.

"Dirijo-me ao senhor", afirmou em uma carta enviada ao papa, "na sua qualidade de chefe da Igreja Católica, para lhe pedir que tenha com o islã o mesmo respeito que com os demais cultos". A carta foi publicada ontem pela agência oficial de imprensa marroquina, MAP. O Islã, insiste, "exorta à paz e à moderação e rejeita, pelo contrário, a violência".

No Egito, o Parlamento solicitou que sejam congeladas as relações diplomáticas com o Vaticano e exigiu que o papa apresente "desculpas diretas e claras".

Por sua vez, o chefe da União Mundial de Ulemás (sábios) Islâmicos, o egípcio residente no Catar Yusef al Qaradaui, instou todos os muçulmanos do mundo a expressar sua ira na próxima sexta-feira. Mas Al Qaradaui ressaltou que devem ser manifestações não-violentas, nas quais não se ataquem os cristãos ou as igrejas, e pediu que não se repitam os tristes acontecimentos de fevereiro passado, quando mais de dez pessoas morreram em diversos países em protestos contra as caricaturas de Maomé, informa a agência Efe.

O governo islâmico da Somália afirmou na segunda-feira que deterá e levará à justiça os que mataram no domingo a freira italiana Leonella Sgobarti. Na Jordânia, vários deputados cristãos e muçulmanos protagonizaram uma reunião de uma hora e 14 sindicatos assinaram um comunicado no qual se considera que as palavras de Bento 16 "alimentam a feroz campanha de ódio lançada pelo sionismo internacional". O texto salienta que são "insultantes" para os árabes em geral, tanto cristãos como muçulmanos. As reações violentas também se sucederam. Na Indonésia, a Frente de Defensores do Islã, grupo radical do país com maior população muçulmana do mundo - 85% dos 230 milhões de habitantes -, pediu a "crucificação do papa". que qualificou de "pequeno e vil".

Centenas de simpatizantes desse grupo protestaram diante da embaixada do Vaticano em Jacarta, com cartazes que identificavam o Vaticano com o "eixo do mal", terminologia usada por Bush para referir-se ao Iraque, Irã e Coréia do Norte.

Na Turquia, um homem de 29 anos disparou contra uma igreja protestante de Ancara, sem causar vítimas. O papa deverá viajar para esse país em novembro.

Tradução: Luiz Roberto Mendes Gonçalves
Fonte: UOL notícias

Notícia 3:

Grupo armado iraquiano ameaça atacar o Vaticano
Grupo armado iraquiano ameaça atacar o Vaticano e Roma
da France Presse, em Dubai

Um grupo armado iraquiano, Jaiech al Mujahedin, ameaçou em um comunicado divulgado neste sábado cometer atentados contra Roma e o Vaticano, em resposta às palavras do papa Bento 16 sobre o islã e o jihad ["esforço" que o muçulmano deve desempenhar para difundir e proteger o islamismo].

"Juramos destruir sua Cruz no coração de Roma (...) e que o Vaticano será atacado e vai chorar por seu papa", afirma o texto divulgado na internet, que critica duramente os "cristãos 'sionizados' e os cruzados cheios de ódio".

----------------------------------

Profecias sobre o conflito do Islã contra Roma (cristianismo):

Beata Anna-Maria Taigi (Itália, séc. 19)
"A Religião será perseguida, e os religiosos massacrados. As Igrejas serão fechadas, porém por um breve período. O Santo Padre será obrigado a deixar Roma."

São Francisco Xavier nasceu na Espanha, na província chamada País Basco em 1506 e faleceu em 1552.

"O reino florescente dado por Deus (Europa) floresce até seu fim. De repente, ele será destruído por muçulmanos. Aparecerá um leão destruidor (o Grande Monarca francês) e cravará suas garras nos inimigos (...) De uma forma fácil e horrível, a terra será ocupada e destruída.(...) O império (europeu) tremerá e sofrerá a catástrofe vinda do Oriente que irá até a América, e alcançará seu objetivo (...) Aparecerão grandes sinais no céu. Em dois anos de miséria, o império dos iníquos estará infestado em todos os lados."

Apelos Urgentes, Anguera:

31.05.2005 21:00:00
Mensagem de Nossa Senhora, 2.529
Queridos filhos, Rezai. Somente por meio da oração sincera e perfeita a humanidade encontrará a verdadeira paz. Antes que o fogo se acenda, lagrimas cairão sobre a terra em lamento. A humanidade experimentará grande sofrimento quando a terra for sacudida pelo terremoto, o qual arrastará para o mar muitas regiões hoje habitadas. O palácio será surpreendido pela invasão furiosa e sangrenta dos homens de barba grande. Permanecei firmes no caminho que vos tenho indicado. Sabei que haverá grandes mudanças na natureza. Em muitas regiões pobres do Brasil, o Senhor fará surgir grande riqueza. O pobre viverá bem. O rico orgulhoso viverá pela misericórdia dos pobres. Não recueis. Eu sou a vossa Mãe e estou convosco. Avante. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade. Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

24.09.2005 21:00:00
Mensagem de Nossa Senhora, n° 2.579
Queridos filhos, Deus está no controle de tudo. Não temais. A humanidade viverá momentos de grandes tribulações, mas quem permanecer fiel será salvo. Um homem perverso surgirá. Por causa dele os fiéis experimentarão grande sofrimento. Sanaa é a capital de seu País. A Itália será invadida. Os homens de barba grande agirão com grande fúria . Dobrai vossos joelhos em oração. Eu sou a vossa Mãe e estou ao vosso lado. Coragem. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade. Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençôo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

22.10.2005 21:00:00
Mensagem de Nossa Senhora. n° 2.592
Queridos filhos, convido-vos nesta noite a vos abrirdes à graça de Deus e a serdes em tudo semelhantes ao Meu Filho Jesus. Agora se avizinham os tempos das grandes tribulações. A guerra virá. A ação maléfica dos homens causará morte e destruição em varias nações. Voltai-vos ao Senhor. Respondei ao Seu chamado para serdes salvos. Um homem perverso comandará uma grande invasão. Fúria e desejo de morte estarão nos corações dos homens. A cidade das sete colinas será destruída. Arrependei-vos. Dai o melhor de vós na missão que vos foi confiada. Uma doença misteriosa surgirá. Da areia ela vem. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade. Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençôo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

19.08.2006 21:00:00
Mensagem de Nossa Senhora, n° 2.722
Queridos filhos, um grande exército partirá de Meca e por onde passar deixará um rastro de destruição e morte. A maldade do homem será tão grande sobre a terra que o Senhor antecipará o dia do Juízo Final. Convertei-vos e voltai-vos Àquele que é o vosso Único e Verdadeiro Salvador. Rezai sempre. A força da oração vos fará compreender os desígnios de Deus para vossas vidas. Avante com coragem. O Senhor vos espera. Esta é a mensagem que hoje vos transmito em nome da Santíssima Trindade. Obrigada por Me terdes permitido reunir-vos aqui por mais uma vez. Eu vos abençôo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ficai em paz.

29.03.2005 21:00:00
Mensagem de Nossa Senhora, n° 2.502
Queridos filhos, os amigos do rei se uniram contra ele, mas Deus os punirá severamente por sua traição e porque abriram as portas para entrarem os assassinos. A cidade das sete colinas cairá. Chegará o dia em que um rei deixará sua casa e fará morada em outro País. Quero dizer-vos que o Senhor está contristado com os pecados dos homens. A terra está cheia de maldade e os homens caminham para a grande destruição que prepararam por suas próprias mãos. Convertei-vos. Eu sou a vossa Mãe e jamais vos deixarei sozinhos.

Fonte da profecias de Nossa Senhora acima: http://www.apelosurgentes.com.br/
Mais informações sobre Apelos urgentes nesse site.


Data: 22/01/2011

Este artigo foi útil?
Sim Não

Siga o Twitter do site
Envie por email, adicione aos favoitos, imprima e compartilhe com outras redes sociais:
-->

Faça comentários:


  Sobre o site | Mapa do site | Ajude o site | Contato | 2011 - Site Católico e Apostólico Romano. Criado em 2005