A Missa será Proibida

Sabemos que haverá um tempo em que a celebração da missa será proibida. Alegarão que a Eucaristia é apenas um símbolo da presença do Senhor e que não há necessidade de celebrá-la.

Aqueles que insistirem e, pela fé, continuarem a celebrar a Eucaristia serão perseguidos. Portanto, chegará um tempo em que nós teremos que celebrá-la às escondidas.

No tempo do nazismo, nos campos de concentração e nas prisões, sacerdotes arrumavam um pedaço de pão que guardavam da refeição, buscavam vinho clandestinamente e, durante a noite, às escondidas, celebravam a Missa.

Os primeiros cristãos tornaram-se fortes por causa da Eucaristia. Eles se reuniam para celebrá-la, mesmo correndo risco. Enfrentavam o martírio por causa dela, como aconteceu com o mártir São Tarcísio.

Precisamos de uma fé reavivada. Precisamos crer que na Eucaristia está o Corpo e o Sangue de Jesus, ressuscitado. Está o Jesus que veio uma primeira vez, para realizar a nossa redenção, e que está voltando para consumar a redenção de todos. Estaremos nos preparando para a segunda vinda do Senhor, fortalecendo-nos com Seu Corpo e Sangue.

É o que anunciamos em cada Missa, logo depois da consagração do pão e do vinho: "Anunciamos, Senhor, a Vossa morte e proclamamos a Vossa ressurreição, Vinde, Senhor Jesus!"

Chegará o dia em que sofreremos perseguições por causa da Eucaristia. Voltaremos à mesma situação dos primeiros cristãos. Seremos julgados, presos e condenados à morte.

Nos países marxistas, durante o tempo da cortina de ferro, muitos cristãos, católicos e protestantes, foram presos e mortos. Sacerdotes e leigos testemunharam a terrível perseguição que sofreram.

Isso não deve nos assustar, mas servir para nos alertar: o tempo de nos fortalecer é agora.

Quando chegarem esses tempos difíceis, quem for forte agüentara. Quem não fortaleceu terá perdido a chance e correrá o risco de negar Jesus, o Evangelho e a própria fé.

Esse é o tempo de redespertar nossa fé! Chegará o tempo em que teremos de celebrar a Eucaristia às escondidas, como fizeram os primeiros cristãos e os nossos irmãos durante a última guerra e os que estiveram sob o regime marxista.

Esse tempo, porém, será lindo. Receberemos uma força e uma fé extraordinárias. É isso que nos dará a coragem de sermos mártires. É isso que nos levará a não renunciar à fé e não negar aquilo que somos.

Quando chegarmos a Céus Novos e uma Terra Nova, seremos a Igreja totalmente renovada: a Igreja que passou pelo sofrimento, que passou pelo fogo,que passou pelo martírio. Por isso: o tempo de adquirirmos força é agora.

Quando Jesus vier em Sua glória, triunfando sobre tudo e sobre todos, as Missas estarão acontecendo. Por causa do "pequeno resto" fiel, a Missa nunca deixará de ser celebrada na face da Terra.

Texto do Pe Jonas Abib (Comunidade Canção Nova)

Fonte: Livro - Eucaristia: nosso tesouro

---------------------------------------------------------------------

Recomendo que veja o outro artigo relacionado a esse tema.

Mensagem de Jesus a Vassula Ryden:

Foi dito 9 que o Rebelde vos nutrirá à força, um dia, com uma porção de racionalismo e, um outro dia, com uma porção de naturalismo, com a intenção de suprimir e apagar a fraca luz que ainda resta em vós, vós que sois o Meu templo.

O Invasor 10 que assaltou muitas das Minhas cidadelas 11 , forçando-vos ao abomínio da desolação 12 , abolindo em vós 13 o Meu Sacrifício Perpétuo , para erguer, em seu lugar, uma imitação sem valor algum 14 : uma imagem de homem mortal que é um abomínio para a Minha Santidade 15.

9 Ler a segunda carta aos Tessalonicenses 2, 1-12
10 Satanás
11 Isto é, nós. Aceno a Dn 11, 31
12 O materialismo, o racionalismo, que conduzem ao ateísmo, às seitas, com New Age, Scientologia, etc.
13 Ler Dn 11, 31-39; Ap 13, 14-18; Ap 21, 1-27
14 As seitas que macaqueiam a Palavra de Deus e não têm a Sagrada Comunhão
15 Jesus chorava

"Vós, que corrompestes a vossa sabedoria, comercializando a Minha Imagem, trocando-A por uma estátua inanimada, um falso deus, um ídolo; vós, que lutais, para erguer essa abominação devastadora e abolir o Meu Sacrifício Perpétuo 1 , vós bebereis, em cheio, o Cálice da Minha Justiça".

Essa figura pintalgada de cores extravagantes, a imagem que esses vendilhões tentam fazer-vos venerar e seguir, não sou Eu: É uma invenção da habilidade humana pervertida, para degradar o conceito da Minha Santidade e da Minha Divindade; é um falso ecumenismo ; é um desafio a tudo o que é santo.

1 A Santa Missa, proclamação da Morte e celebração da Ressurreição do Senhor Jesus, em que Ele Se torna realmente presente no Seu Corpo e Sangue, na Santa Eucaristia, Sacrifício do Calvário Perpétuo da Sua memória, na expectativa da Sua Vinda, na Glória


Data: 22/01/2011

Este artigo foi útil?
Sim Não

Siga o Twitter do site
Envie por email, adicione aos favoitos, imprima e compartilhe com outras redes sociais:
-->

Faça comentários:


  Sobre o site | Mapa do site | Ajude o site | Contato | 2011 - Site Católico e Apostólico Romano. Criado em 2005