Mensagens a Elizabeth Kindelmann

Mensagens a Elizabeth Kindelmann – vidente de Budapeste que morreu em 1985. (com tradução da internet)

As mensagens da Igreja – aprovadas - referem-se às próximas tempestades que assolarão a Terra, e a um mundo renovado.

Temos vindo a escrever sobre Elizabeth Kindelmann - uma alma vítima "vidente" de Budapeste, que morreu em 1985 após ter recebido durante anos do que agora são chamados a "Chama de Amor do Imaculado Coração de Maria" - mensagens - algumas com sinais dramáticos para a futuro.

Essas mensagens foram reunidas com a aprovação de um cardeal, Péter Erdö, primaz da Hungria (também presidente do Conselho da Conferência Episcopal na Europa) e pelo menos seis bispos da América Latina.

De alguma forma, o fluxo de "revelações", locuções e aparições, parecem ter sido perdidas. Mas eles são dramáticos (e disponíveis na forma de um livreto, "A Chama de Amor do Imaculado Coração de Maria", que tem um website e do qual esperamos obter folhetos para distribuição).

Além disso, o Cardeal Erdö, a vidente pediu o apoio de um segundo cardeal, Dom Bernardino Echeverría Ruiz, de Guayaquil . Outros bispos, incluídos prelados de Acapulco, Celaya, Tuxila, Hermosillo, México e Durango. Depois de pedir a aprovação da Igreja para a organização com base na Chama de Amor, o cardeal Ruiz enviou uma carta do Vaticano a J. Francis Stafford, presidente do Pontifício Conselho para os leigos, encorajando-o a "tomar todas as medidas para a associação de dar frutos abundantes entre os seus membros "e convidando-o" para continuar com a tarefa proposta de acompanhamento espiritual. "

"Sacudidas" estavam vindo para a terra, Elizabeth disse que foi dito (pelo Senhor); os choques que "darão origem a um novo mundo pelo poder da fé". A terra será renovada, "pois nunca tal fluxo da graça foi dada desde que o Verbo se fez carne", ela disse que ouviu.

Esta renovação do mundo será testada pelo sofrimento, e ocorrerá pela força suplicante da Virgem, a vidente acrescentou.

"Saibam que a terra é como a natureza antes de uma tempestade", diz Elizabeth, que morreu em 1985. "Ela também pode ser comparada a um vulcão, quando de repente desperta, sufoca, mata, e cega a todos com a fumaça infernal brotando e suas cinzas caindo, cujo sismo destrói tudo à sua volta."

Mas a chama da Mãe está prestes a pegar fogo, disse Mary Elizabeth - Satanás cega a humanidade a partir da lava de fumo "de ódio".

"As almas eleitas terão que lutar contra o Príncipe das Trevas", Maria entoou. "Vai ser uma tempestade assustadora - não, uma tempestade, mas um furacão devastando tudo! Ele ainda quer destruir a fé e a confiança dos eleitos. Eu sempre estarei ao seu lado na tempestade. Eu sou sua mãe. Posso te ajudar e eu quero! Você vai ver em toda parte a luz da minha Chama de Amor brotando para fora como um relâmpago iluminando o céu e a terra, e com o qual eu mesmo inflamo as almas nas trevas. Mas que tristeza é para mim ter de assistir tantos dos meus filhos se lançam no inferno! "

Haverá perseguição e os perseguidores, alertou Mary, serão os covardes "que têm medo" (...). Eles atacam como Herodes, a Mãe de Deus advertiu.

"Meus filhos", concluiu Maria, "o braço de meu Divino Filho está pronto para golpear. Eu mal posso segurá-lo de volta. Ajuda-me! Se você chamar minha Chama de Amor, nós podemos salvar o mundo juntos."

Sua voz, disse Elizabeth, era "cheio de majestade, poder e firmeza", quando ela falou de próximos eventos. "Eu não posso expressar com palavras o espanto inexprimível e a maravilha com o que eu ouvi isso. Após alguns minutos de silêncio, falou no seu tom usual e materno de ternura suave:" Não temas, tem confiança em meu poder como uma mãe".


Data: 14/09/2010

Este artigo foi útil?
Sim Não

Siga o Twitter do site
Envie por email, adicione aos favoitos, imprima e compartilhe com outras redes sociais:
-->

Faça comentários:


  Sobre o site | Mapa do site | Ajude o site | Contato | 2011 - Site Católico e Apostólico Romano. Criado em 2005