Se Deus é tão bom porque ele permite que tragédias acontecerem?

Após alguma catástrofe ou desastre natural como tsunamis e terremotos, surgem questões sobre a fé: onde estava Deus? Por que uma divindade tão boa e poderosa permite tanta dor sobre milhares de inocentes? O que essas pessoas fizeram para merecer tanto sofrimento? As respostas abaixo podem ser usadas para qualquer público, começando pela resposta mais racional que é assimilada pela razão.

Veja mais na seção fim dos tempos explicado:

Resposta I - De acordo com o cristianismo.

Resposta II - Após o tsunami asiático.

Explicando para um ateu (resposta mais racional):

Se é para partir do ponto de vista do ateu, então dar explicações naturais filosoficas deve ser prioridade.
Então vamos la, é o mesmo que perguntar: se existe a morte e sofrimento porque Deus criou o homem? Ou então: Se alguém pode morrer cedo antes do tempo, porque Deus deixa isso acontecer?
Milhares de pessoas morrem todo dia, se isso aconteceu de desastre natural e com várias pessoas ao mesmo tempo, a dor dos parentes chega até ser menor por ver que isso não foi um acidente de carro ou violência ou algo que poderia ser evitado.

Se só questiona sobre existência de Deus quando pessoas morrem, seria coerente então se questionar quando as pessoas vivem, porque o homem existe e até quando se está feliz. Que essas pessoas questionem também a beleza da vida e da natureza, e não apenas o que é ruim. Os pessimistas tendem a ser questionadores.

Se existe um Deus que controla o mundo, ele precisa administrar coletivamente e punir em conjunto, como em uma situação dessas que pode até despertar união e solidariedade entre pessoas do mesmo lugar.

Sobre catástrofes recomendo também que leia: Porque acontecem catástrofes naturais?



Este artigo foi útil?
Sim Não

Envie por email, adicione aos favoitos e compartilhe com outras redes sociais, com esse serviço seguro e conhecido:
Faça comentários:
  Sobre o site | Mapa do site | Ajude o site | Contato | 2011 - Site Católico e Apostólico Romano. Criado em 2005