A Abominação da desolação: perigo para a Missa e o mundo.

Um dos elementos que está presente na apostasia mundial é a "a abominação da desolação" expressão tirada de Dn 9,27 e Mt 24,15. Em outras Bíblias além da Ave Maria e Jerusalém aparece como: "abominação que causa desolação" (Bíblia americana) ; "a aterradora abominação" (Nova Jerusalém); "o Desolador sacrilégio" (Nova RSV); "o Odioso Devastador" (TOB) e etc... Expressão que consta na Bíblia em hebraico como " shiqquçim meshomem" de acordo com os tradutores bíblicos, um objeto de idolatria.

Jesus citando Daniel avisa para quando isto estiver ocorrendo na Igreja ou no "lugar santo" que se preparemos para a grande tribulação que ocorrerá (Mt 24,21).

Este "lugar santo" que segundo Nossa Senhora de La Salette, começa a esclarecer o significado: "No ano de 1865, ver-se-á a abominação nos lugares santos, nos conventos apodrecerão as flores da Igreja e o demônio tornar-se-á como o rei dos corações." Ou seja, nós somos templos do Espírito Santo o "lugar santo" o provável Templo de que fala Daniel 9,27. São Paulo em 2Tes2,4 segue explicando esse fator na época da apostasia: "recebe culto, chegando a sentar-se pessoalmente no Templo de Deus e querendo passar-se por Deus" isto é, um humanismo no qual o homem se passa pelo centro de tudo movido pelo orgulho recebendo culto dos homens (culto também pelas suas obras humanas desprezando as obras de Deus), ou seja, a glorificação do homem no lugar de Deus, no qual em seu interior permite que só a sua consciência e seu juízo reine e despreza qualquer obediência à vontade Divina e humildade.

Mas o príncipe deste mundo ao demolir a Igreja aos poucos (Apostasia, 2Tes2) não ficará conformado apenas em tentar conquistar os corações humanos, mas fará uma tentativa maior que é penetrar no Templo de Deus, a Igreja, e colocando lá a abominação da desolação , abolindo o Sacrifício Perpétuo* destruindo mais facilmente a Igreja e o mundo, Dn 9,27 e Dn 11,31: "abolirão o sacrifício perpétuo, ali introduzindo a abominação da desolação" e assim seremos privados da Eucaristia o Corpo e Sangue de Jesus Cristo, por um mero objeto de idolatria do qual fala Jesus em Mateus, a abominação da desolação.

Este objeto que representa também todo o espírito da abominação da desolação no qual aparecendo na Bíblia de modo figurado no coração do homem para acelerar também essa apostasia (perda de fé) até entre pessoas da Igreja e assim chegando a conquistar a própria Igreja, erigindo assim um objeto de culto na Igreja que representa todo o espírito da abominação da desolação feito por aqueles que mais aceleram a apostasia: a maçonaria.

Resumindo: a abominação da desolação seja no templo do Espírito Santo, as pessoas, seja no Templo Sagrado, a Igreja, uma é conseqüência da outra. Será aberto então a passagem para o homem do pecado (um anticristo) de que fala São Paulo em 2Tes2,3-4: "deve vir primeiro a apostasia, e aparecer o homem ímpio, o filho da perdição, o adversário, que se levanta contra tudo que se chama Deus, ou recebe culto, chegando a sentar-se pessoalmente no Templo de Deus e querendo passar-se por Deus".

*A missa é o Santo Sacrifício Perpétuo no qual gera inúmeras graças e frutos para as pessoas e o mundo inteiro, do mesmo modo que o Sacrifício Cruento (Jesus sentindo dor há dois mil anos) lembrando que o Sacrifício é o mesmo.

Exemplificando
Abominação da desolação nos dois contextos bíblicos:

Contexto Bíblico:
Espírito abominação da desolação.
A abominação em seu objeto e forma.
Local que se instala: Nas pessoas, templo do Espírito Santo. Na Igreja seja Católica (principalmente), seja em outras igrejas. (será um objeto de idolatria.)
Características: Espírito de Rebelião (desobediência a Deus), Racionalismo, Naturalismo e auto-suficiência atéia. Desprezo da divindade de Jesus e sua liturgia do Sacrifício da Missa, falso ecumenismo.
Conseqüências: Perda de fé, desobediência dos mandamentos de Deus em nome de que todo prazer é natural, cada um é auto-suficiente, é indiferente para com qualquer religião. Abolição da Eucaristia, ecumenismo para destruir a Missa e Eucaristia.

Exemplos de provável abominações na Igreja: http://cathcon.blogspot.com/2005/09/skull-worship.html  (simbolo da maçonaria, triângulo).

É pois este triângulo que a maçonaria adora que ela pretende colocar no centro da Igreja Católica para dizer promover um falso ecumenismo universal, que todos fujam quando isso acontecer (Mateus 24).
A explicação sore o triângulo (Delta) visto no site acima, é tirado de um manual do aprediz franco maçom, encotrado em site de ciências ocultas:

Um triangulo equilatero é, em essencia, o Delta Luminoso que é encontrado no Oriente em todas lojas maçonicas. O olho que se acha em seu centro é o simbolo da consciencia do ser que é o primeiro e fundamental atributo da Realidade.
Do triangulo, que forma o Delta propramente dito, irradiam em seus três lados outros grupos de raios que terminam numa coroa de nuvens.
O raios simbolizam a força expansiva do Ser, que de uma ponto central infinitesimal estende e preenche o espaço infinito. As nuvens indicam a força centrípeta, produzida como refluxo da primeira.
Neste Delta manifesta-se uma dupla corrente positiva e negativa.


Data: 13/03/2011

Este artigo foi útil?
Sim Não

Siga o Twitter do site
Envie por email, adicione aos favoitos, imprima e compartilhe com outras redes sociais:
-->

Faça comentários:


  Sobre o site | Mapa do site | Ajude o site | Contato | 2011 - Site Católico e Apostólico Romano. Criado em 2005